ChatGPT no marketing, Influenciadores Virtuais e Impacto das redes sociais na adolescência – e102s01

podcast marketing por idiotas

ChatGPT no marketing, Influenciadores Virtuais e Impacto das redes sociais na adolescência – e102s01

Episódio 102
1:00:12

No episódio desta semana falamos sobre ChatGPT no marketing, Influenciadores Virtuais e Impacto das redes sociais na adolescência.

Episódio de: 4 de Janeiro, 2023

Download do podcast

MIGUEL

Negócio da china: Influenciadores virtuais desde 2K até 14K!

https://www.cnbc.com/2023/01/02/companies-can-hire-a-virtual-person-for-about-14k-a-year-in-china.html?utm_source=tldrnewsletter

 

Esta história é talvez uma das mais bizarras que já trouxe até este painel.

O Baidu, uma big tech chinesa, diz que o número de projectos de pessoas virtuais duplicou no espaço de um ano.

Mas o que é isto de uma pessoa virtual?

Basicamente é um avatar de um influenciador, 2D (mais baratinho) ou 3D (mais carinho) que pode representar marcas, aparecer em espetáculos, criar conteúdos…um verdadeiro influenciador virtual.

São uma combinação de animação, tecnologia de som, e machine learning que criam seres humanizados que podem cantar e interagir com humanos numa livestream.

A cidade de beijing anunciou em Agosto um plano para construir uma industria de pessoas virtuais avaliada em mais de 50 biliões de yuans…bem nem sei quanto isso é mas parece alguma coisa!

A notícia com toda a qualidade e credibilidade da cnbc indica que muitas big techs chinesas já estão a apostar nesta industria.

Segundo o relatório Kandar, 45% dos anunciantes dizem que estariam dispostos a contratar uma pessoa / influenciador virtual a participar num evento da marca.

A noticia destaca uma cantora virtual chinesa chamada Luo Tiany, que claro, se veste como uma sailor moon,  fez uma performance com um pianista de renome mundial Lang Lang na arena Mercedes Benz em 2019.

Esta influenciadora virtual já existe desde 2012 já tem 3 milhões de seguidores e até fez uma performance nos teste ano!

Mas quem são as empresas ou industrias que contratam estes influenciadores virtuais…e porquê?

Aparentemente são empresas financeiras chinesas, outras de turismo local e também empresas de media pertencentes ao estado chinês.

Esta industria vai continuar a crescer 50% ao ano até 2025.

Para não me alongar, mas para terminar, aparentemente a procura destes infuenciadores virtuais tem como base a contratação de icons livres de escandalos…pois muitas personalidades chinesas estão envolvidas em escandalos na vida pessoal ou na fuga de impostos

Uma pessoa virtual custa entre 2K$ e 14K$ por ano.

Questões para o painel:

  •       Por 14 mil dolares ao ano será que portugal pode começar a exportar pessoas reais?

 

  •       Acham que isto é algo bizarro que só acontece no oriente e nunca vai chegar ao mundo ocidental…ou é algo que poderá tornar-se realidade no futuro?

 

DIOGO  

Temos falado imenso de AI mas hoje gostava em dia parece ser cada vez mais impossível não falar sobre o ChatGPT ou o GPTChat que  já aconselhámos aqui como ferramenta da semana no início e toda a gente parece estar a usar no mundo do marketing.
Para quem não sabe ainda, o nosso formador premiado vai explicar:
O ChatGPT é um modelo de linguagem criado pela OpenAI que pode gerar texto natural e responder a perguntas de forma autónoma. Pode ser usado em diversas aplicações, como chatbots, geradores de conteúdo e até mesmo como ferramenta de tradução automática. Ele foi treinado num grande conjunto de dados da internet e é capaz de aprender sobre muitos tópicos diferentes.

Obrigado Fred Então eis alguns títulos de artigos que tenho visto por aí:

Enfim, imensos são os casos. Eu pessoalmente já utilizei o chat para:

  • Criar um pop-up de Youtube quando os utilizadores clicam no link de vídeo de youtube
  • Um DataLayer para Google Tag Manager
  • Criar um App Script para uma Google Sheet copiar células
  • Criar uma query de SQL para o Google Data Studio ou LokerStudio
  • Até utilizei para criar um plugin de WordPress

Claramente o ChatGPT está a tornar-se uma ferramenta fundamental principalmente para os one man marketing department. 

A minha questão para vocês é fácil, porque algo que me ajudou foi ver vídeos e ouvir podcasts de possíveis use cases que me abriram os horizontes das possibilidades: que use cases já fizeram vocês para lá destes e quando poderá esta ferramenta começar a ser paga?

E já agora a descrição do Chat GPT foi criada pelo próprio Chat GPT

 

                 

FRED

 

Ora bem… pergunta para reflexão no primeiro episódio deste 2023.

 

– De que forma o uso das redes sociais está ligado às mudanças cerebrais na adolescência?

 

O New York Times destacou um novo estudo realizado por neurocientistas da Universidade da Carolina do Norte, conduzindo a alunos entre os 12 e 15 anos de idade.

 

A proposta foi avaliar a frequência de verificação de comportamentos nos adolescentes em 3 plataformas (Facebook, Instagram, Snapchat) e perceber as alterações ao desenvolvimento funcional do cérebro ao longo da adolescência. Segundo o estudo, a idade escolhida está relacionada com um período de desenvolvimento cerebral especialmente rápido.

 

O estudo, publicado esta terça-feira em JAMA Pediatrics, está entre as primeiras tentativas de captar mudanças na função cerebral correlacionadas com o uso das redes sociais ao longo de um período de anos.

 

Então o que é que os investigadores descobriram?

As crianças que verificavam habitualmente conteúdos nas redes sociais, por volta dos 12 anos de idade mostravam uma trajectória distinta, com a sua sensibilidade às recompensas sociais dos seus pares a aumentar com o tempo.

Os adolescentes com menos envolvimento nas redes sociais seguiram o caminho oposto, com um interesse decrescente pelas recompensas sociais.

 

Os resultados sugerem que a verificação habitual das redes sociais no início da adolescência pode associada a mudanças na sensibilidade neural à antecipação de recompensas e punições sociais, o que pode ter implicações no ajustamento psicológico.

 

Eva Telzer, professora de psicologia e neurociência, refere no estudo que, “os adolescentes que estão habitualmente a verificar as suas redes sociais estão a mostrar estas mudanças bastante dramáticas na forma como os seus cérebros estão a reagir, o que pode potencialmente ter consequências a longo prazo até à idade adulta, uma espécie de cenário para o desenvolvimento do cérebro ao longo do tempo”.

 

Os resultados mostraram que “os adolescentes que crescem a verificar mais frequentemente as redes sociais estão a tornar-se hipersensíveis ao feedback dos seus pares”, disse o  estudo.

 

Os autores, referem que a sensibilidade social pode ser adaptativa, mostrando que os adolescentes estão a aprender a ligar-se aos outros; ou pode levar à ansiedade social e à depressão se as necessidades sociais não forem satisfeitas.

 

E cruzando este estudo com outros muito recentes (cujo link vou deixar no site do podcast), mas destaco no final de dezembro sobre o perfil de saúde de Portugal de 2021, traçado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, referindo e cito jovens portugueses estão em “sofrimento psicológico”

 

A ideia não é diabolizar as redes sociais, mas pensarmos que estas plataformas existem há 26 anos, não há muito tempo e é todo um mundo de conhecimento.

 

 

Pergunta: Da vossa observação ou experiência, seja com os vossos filhos, sobrinhos ou conhecidos com idades dos 12 aos 15, e pergunto-vos…
Acham que as redes sociais têm um impacto positivo ou negativo na adolescência?

 

Conteúdo complementar:

  1. Ler artigo: Adolescentes usam a internet para fugir a sentimentos negativos e perderam capacidades socioemocionais com a pandemia

https://observador.pt/2022/12/14/adolescentes-usam-a-internet-para-fugir-a-sentimentos-negativos-e-perderam-capacidades-socioemocionais-com-a-pandemia/

 

  1. Ouvir Podcast Today Explained: How to save children from online extremism

https://open.spotify.com/episode/2m914yFZlxDc6zNfe500sw?si=03798c75c14d4f27

 

  1. Ler artigo: Os jovens portugueses estão em “sofrimento psicológico”, mas ainda há sinais de esperança: explicamos porquê em quatro pontos

https://expresso.pt/sociedade/2022-12-12-Os-jovens-portugueses-estao-em-sofrimento-psicologico-mas-ainda-ha-sinais-de-esperanca-explicamos-porque-em-quatro-pontos-de046e85

 

[RAPIDINHAS – NOTÍCIAS DE MARKETING DIGITAL EM PORTUGAL E NO MUNDO ]

Sobre o Podcast Marketing por Idiotas

podcast Marketing por Idiotas é um podcast sobre marketing em Portugal. Neste podcast semanal falamos sobre notícias, irritações e inquietações sobre marketing digital e analógico.

O podcast é apresentado e moderado pelo Diretor de Marketing da Turim Hotéis, Ricardo Vieira e tem como comentadores com lugar cativo o freelancer Diogo Abrantes da Silva, o formador e consultor Frederico Carvalho e o CEO da pkina.com e funis.pt Miguel Vieira.

Ouvir podcast marketing por idiotas

Temas no podcast

01:07
Temas
47:10
Rapidinhas

Neste episódio


Orador 1
A todos bem-vindos ao podcast marketing por idiotas. Neste episódio temos como temas social Commerce. Será que é desta com a Amazon marketing de Influenciadores? Realmente compensa e mesmo a tempo do Natal vamos falar de PlayStation X box, Nintendo. Tudo coisas boas para ficar a saber tudo sobre estes temas e as novidades de marketing desta semana já sabem, deixem ficar por aí. Olá a todos sejam muito bem vindos ao 99º episódio do Podcast marketing por idiotas, o vosso podcast marketing, onde falamos sobre marketing, negócios e tecnologia no Podcast temos todas as semanas 3 temas da semana, as rapidinhas, ou seja, os títulos de notícias que achamos mais relevantes e na semana e por último, a ferramenta da semana, o novo jogo de estatística onde eu Ricardo Olá, o Diogo.
Orador 3
Olá o Fred. Olá io.
Orador 1
Miguel alô, competimos entre nós para vos dar um dado interessante para fingirmos que sabemos alguma coisa, tudo ISTO em marketing por idiotas.pt, onde podem consultar todos os links, notícias e temas que falamos no podcast. Sem mais demoras, Miguel, vamos ao teu Tema, vamos falar de social Commerce? Já falei.
Orador 4
É verdade, eu antes disso olha ontem à noite, tive uma inundação de 20 cm na garagem. Hoje à tarde, disseram que a tempestade ia ser ainda pior. Fomos obrigados a ir buscar a miúda à escola e depois Ping. Mas eu estava na garagem assim de Boxers com galochas, toalhas, baldes e esfregou nas já completamente, já completamente preparado, sem gritar para o céu. É só ISTO para? Mim é pá ISTO teve uma tarde muita muita boa de sol. Esteve agradável exatamente e é exatamente isso que eu sinto que o social Commerce, mas eu espero que desta vez seja diferente. A Amazon decidiu mostrar todos os miúdos do bairro tipo a Tiktok, Facebook, Instagram, etc. Como é que ISTO se faz? Como é que ISTO do do social Commerce ou social shopping? Acho que vai fazer no futuro eles, na passada quinta-feira, anunciaram. Que vou ter? Uma nova funcionalidade dentro da sua app chamada INSPIRE. AE, que querem criar um espaço para marcas e influenciadores e criadores de conteúdos ondas podem partilhar fotos e vídeos de produtos em formato scroll, como nas outras redes sociais. Nesses nesses conteúdos, estarão também links para produtos que estejam na plataforma da Amazon. Ou seja, a pessoa pode fazer a compra logo ali, diretamente e muito rapidamente. Esta funcionalidade vai estar disponível para apenas alguns utilizadores seleccionados nos Estados Unidos. Depois, mais tarde para o resto dos Estados Unidos e depois ainda mais tarde. Para o mundo. A com esta com esta é pá Amazon Mobile APP os utilizadores podem escolher os seus interesses como animais de estimação, Gaming, maquilhagem ou até mesmo chás. Fred que eu sei que tu adoras os chás da da Amazon.
Orador 5
Ar nem sanz de canela e pimenta.
Orador 4
É é pá eu. Eu agora ando a Tomar, mas eu, Eu Não sou tão tão tão alternativo, mas anda a Tomar OSOS cabeça da da.
Orador 1
Lipton OKE, já estamos a fazer pivô, tudo podcast, estamos já fazer aqui algum reúne mento? Não sei tanto pedindo.
Orador 4
Leva muito bom. Exato agora agora é só o Chase, mas sou eu, né?
Orador 1
Ok só para banhar, só para alinhar os chacras conosco.
Orador 4
Exatamente, mas todos nós alinhamos, os nossos chacras com a aplicação e de repente a aplicação começamos a dar é os conteúdos que estão a ser promovidos sobre sobre este produto que nós temos, então. Isso é aqui uma influenciadora que é praticamente Pérsia. Ela diz que os vídeos curtos, uma forma mais rápida e divertida de criar engajamento com sua audiência a ela, diz que o inspira vai ajudar a fazer crescer o seu negócio para dar aos seus seguidores uma forma conveniente fazerem compras durante os seus vídeos, em vez de terem de sair do vídeo, irem procurar por si mesmos produtos da net e, claro, Sandy, pagarem a comissãozinha. Ela diz que esta ideia é genial e dar os parabéns Amazon. Esta decisão vem numa altura em que a Amazônia passar algumas dificuldades na abertura do armazém. Na sua rede. Detalhe é. Mas este temos social comercio continua a dar que falar. Parece que a qualquer momento não sei se vocês sentem ISTO, eu sinto que a qualquer momento vamos ver um Bum incrível, mas com com a Tiktok ou com qualquer outra plataforma anunciar qualquer coisa. Mas na verdade é que passado um tempo, parece que acaba sempre por arrefecer e acabam por sua banda nado. Saban dar as Ideas da. É, eu queria perguntar a vocês, o que que vocês acham disto? Acham que a Amazon em empresa certa para conseguir finalmente fazer descolar o esse comércio no mundo ocidental? Eu chamo um sonho empresa certa para fazer isso, será que faz sentido? É com eles aí, basicamente, é isso que eu trago para vocês.
Orador 1
Muito bem, Diogo, eu acho que vais lançado para falar de s comercio s com s só com s.
Orador 3
Muito bom.
Orador 1
Já foi passado aqui no episódio nisto tanto perdeu a. Graça é verdade, é?
Orador 3
Verdade, eu tenho que 4 pontos, Eu Não sei se é se a Amazon que vai conseguir realmente lançar é Oo esse comércio é é na parte de este, não é que do do do do nosso Globo, não é porque já sabemos como é óbvio que o social comercial é muito vivo, sim, na China não é EE tanto no inseto como. Também no Tiktok chinês é o qual agora me fala o nome que é que é uma coisa engraçada. Nós recebiam, né? Acho que já muitos vocês devem receber, mas é o Tiktok na China não se chama Tiktok, que é uma coisa engraçada. Anyway é, eu acho eu, Eu Não sei se isso vai ser, se vai realmente, Como É Que É Darwin, Darwin exato?
Orador 5
Não dá um EDDO.
Orador 3
Nn boa e o EU eu tenho algumas dificuldades em lezhe já tivemos abordar aqui um pouco, estás continuo aqui é, é o este, continua muito numa ideia de social Commerce parece não estar a resultar ou nós não temos as aplicações ou a socialização que acontece é é No No Ocidente. Orador Né no Ocidente.
Orador 3
No Oriente seria exatamente.
Orador 1
Nós aqui temos um acidente.
Orador 4
Eu estou eu estava ficando naquele lado do mundo, em paz, ouvindo dizer nós. Como estes EPA.
Orador 1
Já Pedro pô.
Orador 4
OPA a pior que isso, isso isso.
Orador 1
Lata caixas, né? Orador Diz muito sobre.
Orador 4
O Sigma é bem.
Orador 3
Uma vez aqui certamente é pontos positivos, não é porque para a Amazônia lançar é este INSPIRE, não é? É verdade é que a Amazon tem um ótimo programa de filiados no maior programa de filiados no mundo. Não é? E tem esse programa de afiliados está na verdade, assim, a disponibilizar a todos esses afiliados AAA quando digo afiliados, digo influências, etc, que tenham o seu código de Afiliado e depois recebem mediante as vendas na Amazon a que consigam ter um retorno imediato e isso sem dúvida, é um salto. É algo muito importante porque é um retorno fácil de medir para qualquer influência e acho que isso é importante. É algo que não temos, não é uma facil. O dado é que temos, por exemplo, no Tiktok ou no Facebook ou no Instagram. Apesar das ferramentas existirem, não é? Ambos Oo Facebook como como Tiktok o Facebook barra meta lançaram já programas marketplace. Para nós conseguimos contratar pessoas, barra, influências, etc. E descobrimos eu influenciar, certo? Para nós não é tão fácil Como Eu criar um conteúdo especificamente só para vender OK é? E como falando aqui de alguém que viu já vários vídeos na Amazon. Porque é a Amazon já tem uma plataforma de vídeo, não é onde vende, é e os vários é. Afiliados podem fazer o seu vídeo as reviews dos produtos e conseguem vender os produtos por aí por esse vídeo e o vídeo realmente ajuda imenso? OK? Eu recordo-me de estar haver 111 caixa de som. Eu vi aquela caixa de som e pensei, é pá ISTO para o Ricardo é capaz de funcionar muito bem para o podcast, mas se recorda Ricardo, acabei depois por te enviar um link e foi exatamente por estar a ver ele Oo este este influenciador barra afiliado AA demonstrar o produto por comp.
Orador 4
Certo, pois, mas tu tu enviaste o link, mas não desgasta a frente. Por isso é que o Ricardo nem comentou.
Orador 3
É um bom. Ponto, sendo que na. Verdade a whisper aqui é muito o aspecto de Tiktok, não é uma coisa muito rápida. Parece AE não parece estar a ver aqui uma questão de, ao contrário, ali do que do que a do que a influenciadora que falava a que dizia que é uma ótima decisão da Amazónia, que é genial da Amazónia, aliás.
Orador 4
Espera fazer crescer o vazio.
Orador 3
Claro EE mas a verdade é que os vídeos muito rápidos não conseguem explorar tão bem o produto e para vídeos rápido rápido de sugestão, já temos muito o Instagram, já temos muito o Tiktok aí o Pinterest, por exemplo, também que é uma ótima bandeira, entendeu? Eu acho que aqui os 4 pontos não é que um só pra resumir é ou ISTO vai ter uma piada ali 11 conteúdo, na verdade, acaba por ter ali uma espécie de conteúdo de Inter tem para utilizador, não é? Ou então não sei se vai conseguir. Mas a aqui um fato muito bom, que é o fato de ser prático, não é para os Afiliados conseguirem fazer um vídeo receberem é de imediato os dados que a Amazônia na verdade tem por sobre cada utilizador. Isso pode ajudar, é aqui, é sobre as compras de cada utilizador. Isso pode ajudar a que a Amazônia tem algum sucesso em vários vídeos chats, as pessoas certas EEE pronto e realmente. Aqui 11 bom. Um físsil claro para o influenciador barra afiliado.
Orador 4
Nós podemos estar, podemos estar per
podcast marketing portugal

Os Idiotas

frederico carvalho podcast marketing por idiotas

Frederico Carvalho

Formador e consultor de marketing digital

Miguel Vieira podcast marketing por idiotas

Miguel Rão Vieira

CEO @ pkina.com / funis.pt

Diogo Abrantes da Silva freelancer SEO, SEA, CRO e Web Analytics

Diogo Abrantes da Silva

Freelancer SEO, SEA, CRO e Web Analytics

Escreva pelo menos 1 caractere
logo podcast marketing por idiotas
Fale connosco:
WhatsApp Podcast Marketing por Idiotas
spotify Podcast Marketing por Idiotas