11 Táticas para dominar a geração Z, anunciar no TikTok e o apocalipse Elon Musk vs Apple – e97s01

podcast marketing portugal por idiotas

11 Táticas para dominar a geração Z, anunciar no TikTok e o apocalipse Elon Musk vs Apple – e97s01

Episódio 97
59:39

Neste episódio do podcast falamos de 11 táticas de marketing para dominar a geração Z, anunciar no TikTok e o apocalipse Elon Musk vs Apple.

Episódio de: 30 de Novembro, 2022

Download do podcast

MIGUEL

 https://www.searchenginejournal.com/marketing-to-gen-z/471784/#close

11 Tácticas Marketing Ninja para Geração Z

 

Muito falamos sobre a geração Z e todas as diferenças para as gerações anteriores…nós os velhos que como o Ricardo disse em tempos já vimos a roda a rodar pelo menos 1 duas vezes com conversas de millenials etc sabemos que a música do carrocel troca…mas no final de contas…e feitas bem as contas…sem moedinha ninguém dá mais uma voltinha.

Hoje venho partilhar com vocês 11 tácticas para lidar com esta geração…mas primeiro alguns dados de um estudo que podem consultar em Marketingporidiotas.pt

59% da geração Z confia em marcas com que cresceram…

46% dizem que têm uma forte ligação de lealdade com uma marca (Pronto aposto que é a apple)

E 66% compram apenas da marca que gostam durante muito tempo (Agora tenho a certeza que é da apple que estão a falar).

Apesar de muitos ainda não trabalharem nem participarem no orçamento familiar o estudo diz que influenciam em:

77% na escolha de comida e bebida

76% na escolha da mobilia da casa

73% nos electrodomésticos

66% nas viagens

E finalmente 63% na escolha do restaurante….raios partam os miudos!

 

Agora relativamente a tácticas…vou apresentar algumas e vamos ver se há assim tanta diferença de tácticas para a geração Z ou para as outras audiências:

  1.       Criar conteúdos especificos para cada canal

Não usar simplesmente o mesmo conteúdo e trocar um bocadinho o formato…criar um conteúdo específico para cada rede social porque a geração Z gosta de marcas que entendem a rede social. Exemplos:

  •         Instagram para conteúdos aspiracionais
  •         Snapchat para momentos do dia-a-dia
  •         Tiktok para diversão e desafios trendy
  •         Twitter para noticias
  •         Linkedin para conteúdos focados em carreiras

Engraçado que este estudo já nem fala sobre facebook para a geração z

 

  1.       Manter as coisas curtas

A geração Z tem um atention span ainda mais reduzido que os millenials…eu prevejo que daqui a 2 ou 3 gerações já só podemos ter 1 segundo de publicidade.

 

  1.       Utilizar videos…tipo quase sempre!

Esta geração não tem paciencia para ler…só querem ver videos

 

  1.       Autenticidade

A geração Z quer que as marcas tenham valores e personalidade…por isso temos de mostrar os valores por trás da marca…será isto perigoso como nos casos tesla/twitter e prozis em que as pessoas confundem o lider com a marca?

 

  1.       Ser transparente e responsável

Esta geração está constantemente em busca da verdade…aquela que só se fala nas redes sociais….e quando alguma coisa corre mal valoriza que a empresa admita o erro publicamente, seja transparente e assuma a responsabilidade: Como por exemplo no caso da vodafone.

 

  1.       Utilizar influencers no centro da estratégia

Em vez de tentarmos fazer o papel de influencers a persuadir os nossos públicos-alvo…trazer influencers para a nossa rede e deixá-los trabalhar as suas audiências para os nossos produtos e serviços.

 

  1.       Convidar a geração Z a participar no nosso marketing

Pedir a esta geração nas redes sociais para comentar os nossos produtos e serviços, fazer reviews, etc… faze-los participar na criação ou alteração dos produtos. Correu bem no twitter, certo?

 

  1.       Pedir a todos para criarem

Tirar partido de plataformas como o TIKTOK que incentivam o utilizador a criar conteúdos e fazer desafios à comunidade para brincarem com a marca.

 

  1.       Ser divertido e aventureiro

Apesar desta geração estar muito ligada a questões sociais e ambientais…procuram as redes sociais para se divertirem…por isso as marcas devem arriscar e tentar entreter os meninos!

 

  1.   Alavancar conteúdo real

Esta geração gosta de autenticidade e como tal devemos utilizar fotografias e videos de pessoas reais a utilizar os nossos produtos…e nada de stock footage.

 

  1.   Não esquecer os outros canais

Apesar da geração Z comprar pelo smartphone…compram 3 vezes mais em lojas de retalho…talvez porque querem tudo no imediato…por isso temos de estar na mesma em todos os canais.

                                                                              

FRED

 

Depois do novo CEO do Twitter, ter cortado 2/3 da força de trabalho a tensão desta semana é Elon Musk vs. Apple.

 

O novo dono do Twitter Inc., Elon Musk, na segunda-feira declarou guerra contra a Apple Inc. 

E contra o império empresarial do iPhone, preparando o palco para uma batalha potencialmente feroz entre o homem mais rico do mundo e a empresa mais valiosa do mundo. 

 

A Apple e o seu Chefe Executivo Tim Cook têm a capacidade de influenciar o sucesso potencial do Twitter, uma vez que o fabricante do iPhone é um grande anunciante e controla rigorosamente o software na sua App Store.

 

Elon Musk, fez uma série de tweets  que acusam a Apple de não respeitar a liberdade de expressão e que o gigante da tecnologia ameaçou expulsar a aplicação do Twitter do iPhone. 

 

Musk começou a atuar como um megafone para os críticos que dizem que a empresa detém demasiado poder através da sua App Store. 

 

Ao chamar a atenção para o papel da Apple como guardiã do ecossistema da App, o Sr. Musk está a apanhar o manto no combate que os criadores travaram ao longo do ano contra a Apple e as suas taxas. 

 

Há três questões distintas entre Musk e Apple.

 

A primeira é sobre a publicidade da Apple no Twitter:

Li a informação de um analista, John Grubern o Daring Fireball que a Apple era o maior anunciante no Twitter; o Washington Post colocou as despesas da Apple em 48 milhões de dólares no primeiro trimestre, 4% das receitas do Twitter. 

 

A segunda questão é o controlo da Apple sobre a App Store:

 

É importante notar que a Apple sempre teve não só o poder mas, muito provavelmente, vai expulsar o Twitter da App Store. 

 

O precedente é o Tumblr; em 2018 a Apple expulsou a aplicação Tumblr da App Store após os revisores terem encontrado Material de Abuso Sexual Infantil (CSAM) que não aparecia na base de dados PhotoDNA da conhecida CSAM (que era utilizada para filtrar todos os uploads). A Verizon, a então proprietária do Tumblr, acabou por decidir que não tinha meios para detectar material novo, e acabou por proibir toda a nudez e pornografia no Tumblr. 

 

O Twitter, entretanto, tem muita pornografia, que sempre esteve numa área cinzenta no que diz respeito à Apple; é também certamente possível que a redução do pessoal de moderação de conteúdo no Twitter signifique que é mais provável que a verdadeira

 

A terceira questão é o facto de que o Twitter terá de pagar à Apple uma parte dessas subscrições do Twitter Blue:

A Apple guarda 30% das receitas da App Store.

 

Pergunta: Que impacto acham que a saída da Apple como anunciante terá na gestão do Twitter? Poderá ir mais longe? Acham provável que o Twitter saia da App Store?

 

[RAPIDINHAS – NOTÍCIAS DE MARKETING DIGITAL EM PORTUGAL E NO MUNDO ]

  •  O Microsoft Bing parece estar a testar anúncios animados na interface de pesquisa de imagens do Bing. Os anúncios parecem ser uma espécie de banner interativo, com base na sua consulta.
  • A partir de hoje, qualquer pessoa que pretenda alterar a sua data de nascimento, alterando-a de menor para maior de 18 anos, terá de comprovar a sua idade real, fornecendo uma identificação ou uma fotografia de vídeo que utilizará tecnologia de estimativa de idade. Os utilizadores do Instagram no Reino Unido ou na UE têm, a partir de agora, novas ferramentas de verificação da idade na plataforma, como parte de uma importante atualização de segurança para proteger as crianças.
  • 5G já representa 15 % do tráfego móvel de dados no mercado português. Segundo a ANACOM, a instalação das estações de base 5G já atinge 88 % dos concelhos do país, embora apenas 39 % das freguesias.
  • new: O BlockFi, referência na área de empréstimos criptomoedas, requereu a protecção de falência do Capítulo 11 na segunda-feira. É o último dominó a cair após a implosão da troca criptográfica FTX. A BlockFi congelou as retiradas de clientes no início de Novembro, dizendo que tinha uma exposição significativa ao FTX
  • O Google já testa o novo nome do site e a alteração do design do favicon, que lançaram há apenas algumas semanas nos resultados do desktop. Isto traz o favicon e o nome do site para os resultados da pesquisa no ambiente de trabalho, tal como o Google fez para os resultados da pesquisa no telemóvel.

 

[FERRAMENTA DA SEMANA ou Estatística da semana] 

https://wisernotify.com/

 

Sobre o Podcast Marketing por Idiotas

podcast Marketing por Idiotas é um podcast sobre marketing em Portugal. Neste podcast semanal falamos sobre notícias, irritações e inquietações sobre marketing digital e analógico.

O podcast é apresentado e moderado pelo Diretor de Marketing da Turim Hotéis, Ricardo Vieira e tem como comentadores com lugar cativo o freelancer Diogo Abrantes da Silva, o formador e consultor Frederico Carvalho e o CEO da pkina.com e funis.pt Miguel Vieira.

Ouvir podcast marketing por idiotas

Temas no podcast

01:07
Temas
47:10
Rapidinhas

Neste episódio

Orador 1

Olá a todos bem-vindos ao podcast de marketing por idiotas. Neste episódio, temos na ementa 11 táticas marketing Ninja para dominar a geração Z Tick, Tock Round 2 e apocalipse Alien Mask vs. Apple para ficarem a saber tudo sobre estes temas e as novidades de marketing desta semana já sabem, deixem ficar por aí. Olá a todos sejam muito bem-vindos ao podcast de marketing por idiotas, o vosso podcast marketing, onde falamos sobre marketing, negócios e tecnologia. Tenho aqui uma série de textos que não vou ler, mas agradeço a quem escreveu, Olá Fred Olá, Olá, Diogo e Olá, Miguel, Alô. O texto essencialmente dizia o que é este podcast que no 97º episódio onde vamos a creio que dispensa Apresentações muito bem, temos 3 temas, começamos com o teu Miguel, que vamos falar de 11 táticas de marketing Ninja, que é um novo tipo de marketing que eu pelo menos desconhecia a conheço marketing que desculpa o Fred. Conheço melhor marketing que ai que ai. Orador Se ó.

Orador 1

Assim é que é espera, não está a dizer mal que ai, mas o Ninja.

Orador 3

E exatamente. Isso é tipo como quase como lutar vos mostrar como focou muay Thai e ver quem é que consegue ali é um.

Orador 1

Agora que é um bocado, isso não sei se vira na.

Orador 4

Olha estava a ver uma leve no YouTube, um colega de profissão que toca à audiência por ninjas.

Orador 3

Sim pronto, mas tu também já usaste muito Ninja, Fred.

Orador 1

E tudo bem?

Orador 4

Sim sim é uma coisa gira de trocar cartas.

Orador 1

Acho que sim, muito bem, Miguel. Vamos então falar de 11 táticas Ninja para dominar essa geração tão temida a geração ZZZ.

Orador 3

É verdade? É assim sim.

Orador 1

Que a geração ZZZ nunca saberá o que, de onde é que ISTO vai, não é?

Orador 3

Exato verdade na aula.

Orador 1

Mas que tu me oi se lembrava NOS intervalos da escola a ir para o para o bar do da escola. Não é ver esse bom, vamos, vamos avançar. Diogo fica a panikkar muito bem por acaso.

Orador 3

Para por acaso também também me lembrei antes que o Diogo entre em pânico, que tu que geralmente terminas o podcast a dizer que nós está. Não hã, olha sei que ando igual bem.

Orador 1

Este é um Ester egg pronto. Agora já disse, eu vou ter que. Carregar outra, muito bem.

Orador 3

Exato OK muito falamos sobre a geração ZE todas as diferenças para as gerações anteriores. Nós os velhos, que como o Ricardo disse em tempo já vimos a roda a rodar pelo menos uma ou 2 vezes com conversas de millennials, etc. Sabemos que a música do Carrossel pode trocar, mas no final de contas e feitas bem as contas sem a moedinha, ninguém dá mais uma voltinha no carro.

Orador 2

Ela paga muito do cavalinho?

Orador 3

Meu Deus, eu Hoje venho Hoje venho partilhar com vocês vão se táticas para lidar com esta geração. Mas primeiro, alguns dados de um estudo que podem consultar em marketing por idiotas.pt, 59% da geração Z confiem marcas com cresceram 46% dizem que tem uma forte ligação de de lealdade com uma marca pronto. Eu aposto que é. AE 66% compram apenas da marca que gostam e durante muito tempo. ISTO agora tenho mesmo a certeza que. É da Apple. Que eles estão a? Falar, apesar de.

Orador 4

Gerações aí e Apple para mim é novidade.

Orador 3

Será eu? Eu tenho apanhado NOS meus alunos, tenho apanhado. A maior parte deles tem iPhone. Quando eu pergunto Na Na turma se se iPhone ou não? Orador Mas qual é custo?

Orador 4

É que. O colégio, qual é o Colégio?

Orador 1

Ai meu Deus sabes?

Orador 4

De Rick. É é.

Orador 1

Qual é que é a alcunha dos Samsung? Aí, na gíria dos miúdos, precisamente as gerações é essa.

Orador 3

Chunga passamos um gay, *******.

Orador 1

Por aí os iPhone Tens Samsung e Samsung é a categoria para todos os andróides, não é especificamente para.

Orador 3

A sério, foi?

Orador 1

ISTO porque não viabilizar patrocínios da Samsung que eu eu particular aprecio bastante a.

Orador 4

Quer marca do meu telemóvel, só para saber.

Orador 1

Era meu bom, mas força.

Orador 4

Está bem, mas agora já era.

Orador 1

Já queimamos.

Orador 3

Apesar de muitos ainda não trabalharam nem participarem no orçamento familiar, o estudo diz que influenciam em 77% na escolha de comida e bebida. Lado do frigorífico. 76% na escolha da mobília da casa, 73% dos Eletrodomésticos, 66% nas viagens e finalmente 63% na escolha do restaurante. ISTO ISTO é assim tão diferente da nossa. Geração, pois. É a primeira pergunta que vos faço?

Orador 1

Não, os números parecem bastante. É EE como tu Disseste Miguel ISTO roda já mudou várias vezes a gente, se calhar estes números ou este tipo de estatística já ouvimos do nosso tempo dos millennials e a nova geração e é um comportamento ligeiramente diferente.

Orador 3

É verdade. Eu eu por acaso eu lembro que é pequeno e é pá como como nós somos 7 filhos, não havia farinha ali, ninguém fazia. Queres comer? É peixe. O jantar é peixe, o jantar e as compras. Ninguém decidia nada. Por acaso eu cheguei do restaurante, também está, ninguém vai jantar fora, mas pronto, não quero falar aqui do meu passado. Se não temos de ter aqui a música dos violinos e. Hoje Hoje não é o?

Orador 4

Dia vai estamos a saber que já tem irmãos. Orador Já agora.

Orador 3

Não sabias?

Orador 1

Eu Não. Sabia, não, mas.

Orador 3

Somos, tenho 5 irmãs e 2 e 1 irmão, mas pronto seria agora relativamente a táticas, eu vou apresentar algumas e vamos ver se ainda há tanta diferença das destas táticas da geração Z como para outras audiências. Estas táticas foram retiradas do site que está no marketing por idiotas.pt e podem consultar lá com mais com mais informação. Pronto a primeira tática que eles dizem, criar conteúdos específicos para cada canal, não usar simplesmente o mesmo conteúdo e trocar um bocadinho formato criar mesmo conteúdo específico para cada rede social porque a geração Z? Você gosta de marcas que entendem as redes, as diferentes redes sociais, exemplo, Instagram para conteúdos aspire acionais Snapchat para momentos do dia a dia, tick Tock para diversão e Desafios Trendy Twitter para notícias e LinkedIn para conteúdos focados em carreiras. A é engraçado que este estudo já nem fala sobre Facebook para a geração Z, ISTO é assim tão diferente ou ISTO é uma tática que se aplica apenas à geração? É a.

Orador 1

Ricardo, esta táctica do criar conteúdos diferentes e com propósitos diferentes nas diferentes canais é algo que já é já muitas marcas fazem e já é, como é que eu? Hei de dizer. Já é recomendado, não é? Recomenda-se, não era recomendado que eu já é sim recomendado.

Orador 4

A um enquadramento é primeiro só reforçar aquilo que o Miguel Nuno disse no princípio da sua, o seu Tema que é a geração Z, que é que é? Portanto, base basicamente é a definição sociológica. É para pessoas nascidas na segunda metade de 1990 e início de 2010, portanto, claramente as suas mais novas e na primeira tática. O que eu tinha comentar é que não há nenhuma. Começa desde que me lembro da formação que se explica às pessoas quando se é para criar conteúdo que se crie de forma diferenciada para cada uma das redes sociais, nomeadamente porque elas têm características próprias, a começar pelo nome caracteres ou então pelo pela dimensão da da peça gráfica que vai para uma rede social. Embora, embora em algumas haja haja semelhanças. Que a geração Z de acordo com essa tática, valoriza mais que o conteúdo, seja. Adaptado pronto e é. Só dizer o óbvio, mas que é igual para todos, diriam lá, mas as pessoas se calhar mais seniores não valorizam essa. A essa diferenciação, se calhar, é muito arriscado dizer isso. As pessoas estão ávidas a novas relações sociais se. A peça comunicação. Ajudar aqui se acelera esse relacionamento melhor.

Orador 3

Sim, eu gosto daqui, especialmente da frase em que dizem que a geração Z gosta de marcas que entendem A Rede Social, ou seja, às vezes nem é só adaptar, é mesmo entender e perceber o contexto que está ali. Mas pronto a segunda. Prática manter as coisas curtas. A geração Z tem uma tente spam ainda mais reduzido que os millennials. E eu aproveito daqui 2 a 3 gerações já só podemos ter a volta de 1 segundo de conteúdo. É isso é verdade para exclusivamente para a geração Z ou todas as gerações Hoje em dia, que é neste coisas curtas nas redes.

Orador 1

Então sim, eu acho que o próprio ritmo que que a tecnologia tem evoluído nas redes sociais, a forma como os Constituição apresentados NOS levar todos todas as gerações a é ter esse atendimento, que é o português. Eu disse, Atendidos PAN é que é O Tempo de atenção, que que é cada vez mais curto, né? Nós agora consumimos conteúdo. Que percebemos desovar CUT pela goela abaixo forma massificada, portanto, tem que ser mais curtos e essa geração que ela valoriza mais isso. Mas acho que estamos aí todos os Arrastos, mas Fred.

Orador 4

É, eu eu estava se encontrava, é enquanto estavas a falar, mas não consegui tempo. Foi muito pragmático e vai o que acontece só para relembrar aqui o seguinte, alguns anos que nós dizíamos a ISTO, já gosta de ver coisas curtas e não e agora não estou falando de gerações, dizias Se Eu gosto de ver coisas curtas e apareceu um senhor, agora creio que americano que fez um documentário de 20 e tal minutos sobre só me engano as crianças no Glenda.

Orador 1

Achei mais pra ver.

Orador 4

Explicar e foi lá filmar e a ideia dele era no fundo, não só explicar a pobreza, mas também mostrar que a organização dele é conseguia ser transparente em relação aos gastos EEO vídeo foi um sucesso super viral, onde vital minutos perguntava muito bem, editado, muito bem vista, e na altura eu recordo que cortou salimeni, mito desta coisa, só as pessoas gostam vídeos curtos e parece que isso é altamente no caso. Agora é só pra. Dar aqui 2 j 3. Referência, olha bem, vamos ter uma rede social específica, vamos subir pro. YouTube só dar um salto em rápido.

Orador 3

A altamente nesse Ozu o YouTube você continua, continua.

Orador 4

Oi Linda, você também?

Orador 3

Desculpa, não é?

Orador 4

Vamos, Vamos Jogar aqui, o sal tem ali. Cantinho vamos ali Mister Beast a maior parte dos vídeos 15 minutos vamos aos vídeos dos maiores youtubers em Portugal, ser casa e o André tudo bem, trabalham ali num numa área muito específica, mas vídeos todos eles superiores a 5 minutos e alguns deles ainda mais longos ainda, dependendo de como é que como é que lhes apetece editar? Portanto, a é porque o YouTube está bem, então YouTube também inventou a secção do Shorts. É verdade, porque percebe que também é valorizado e, aliás, até já falamos sobre isso. No último evento do YouTube que foi em Setembro, eles disseram, agora vamos apostar tudo no shorte e também há um detalhe, mesmo YouTube que fez o shorts, disse. Assim, os 15 segundos é padrão porque é o Tiktok também tinha também esse padrão, mas nós vamos ter aqui 60 e o e o toque 60 também. Ou seja, eu estou a dizer que as pessoas mais novas não valorizem o mais curto, mas não podemos esquecer que em determinados contextos, nomeadamente algumas redes sociais. A coisa pode trocar as voltas?

Orador 3

Eu vou fazer aqui 11 creche a que acha que é o seguinte, eu acho que temos de diferenciar o que são conteúdos de descoberta do nosso, do nosso canal e da nossa proposta de valor e os conteúdos de mais, já de conversão e de fidelização. Eu acho que quando nós estamos a fazer um scroll a competição aí é muito, é intensa e nós temos que ser. Rapid a ministrar é alguma coisa com com algum tipo de valor, mas eu gosto muito do utilizar estratégias que depois puxem as pessoas para o outro canal onde já consiga ver um carinho mais de atenção, como, por exemplo, fazer uma coisa muito rápida no Instagram para tentar puxar a pessoa para o YouTube, onde já vamos ter mais atenção da pessoa e a pessoa já está disposta a dar-nos um pouquinho mais de atenção. É para terem para terem ideia. É, por exemplo, o Fred está se dizerem Paulo cai No No YouTube 15 minutos, vá 15 minutos no YouTube para a capacidade que o YouTube tem. É um vídeo curto ou não podemos considerar isso.

Orador 4

A pá será achas? Não tenho a certeza, olha e. Não, eu vi e tinha que lançar seu gosto por cima da mesa para dizer que em Junho o Tiktok e disse, Olha, talvez 15 segundos. Agora, quem quiser pode fazer pelo 10 minutos, pois é, então tipo conteúdo que se consomem, por exemplo, no YouTube, consumo muito tutoriais e aquela para que os tutoriais mais sobre sobre coisas não é sobre técnica e estratégia.

Orador 3

A depende. Etc. E estou sempre disposto a consumir um vídeo de 1015 minutos para mim faz todo sentido.

Orador 4

Então mas OE até a você fala dos vídeos longos, mas por exemplo, eu sigo um tipo que é o rapper, que é mundial de estratégia e Eu Não jogo evito ao máximo, mas eu vejo por não vejo a tela em 1. Livro sobre isso até. E traz videogame violência como autor, sala e cai. É Júlia para mesmo quando eu. Era para o. Caso mas é, mas o ver O Jogo cria a mesma sensação visual que tivesse ajudado, né? É uma sensação visual. Desculpa neurológica iá io, esse raptor, o que faz é O Tempo todo e emissões ao vivo, sempre emissões ao vivo e depois visto com 1 minuto, 2 minutos, 3 minutos. Depende do que ele está está.

Orador 3

A dose dopamina.

Orador 4

Para fazer, e isso para dizer o quê? Sim.

Orador 3

Geração Z é pá.

Orador 4

São jogos há muitos dos jogos que não são para mim, é tipo os mais graves da vida e coisas. Roblox não é o estilo que eu gosto de ver, mas pronto. Talvez o Diogo precisam se.

Orador 3

A terceira tática que eles dizem utilizar vídeos, utilizar vídeos tipo quase sempre. Esta geração não tem paciência para ler, só querem.

Orador 4

Ver vídeos essa é difícil contrapor.

Orador 3

Ricardo tens filhos? Cidade, eu acho que é ele já li blogs e tal para ele, já não? Já não.

Orador 1

Não valia.

Orador 3

É já não é um.

Orador 1

Tipo ativo até falámos disto num episódio há tempos acho eu abordamos o Tema da educação e da questão de como os conteúdos são apresentados aos miúdos Hoje em dia, a dificuldade que é um professor Hoje em dia não é debitar matéria ali numa sala de aula de forma pouco dinâmica. Quando os miúdos estão habituados a conteúdos altamente dinâmicos, graficamente e visualmente atrativo.

Orador 3

Mas ISTO é parece, me parece mal que se perde ao longo da vida porque eu, por exemplo, tenho a minha filha quase a fazer 4 anos e adora livros, livros, livros, livros. Se calhar é porque sou eu que estou, se calhar é porque sou eu que estou. A lê-los não está a receber de uma forma.

Orador 4

E quer estimular até. Perder para isso?

Orador 1

A sim, mas o meu filho agora está a aprender a ler e ele também, e agora começou a aprender a ler, acha super curioso. Quero ler tudo e está super interessado em ler. E os vírus não tem isso, pois.

Orador 4

2 eu estava eu, eu estava sem falar. Eu estava lembrado muito insistir no princípio deste ano e Eu Não recordo, não eu sei que nós já falamos de algum episódio, mas não me recordo agora se foi isso tudo em concreto no Instituto Ciências Sociais de aniversário Lisboa, estamos troque 60. E um por. 100 dos Portugueses 6161 nunca leu, não leu o único livro em papel. Mais de metade dos portugueses meu livro. Uma verdade que está fortemente associada à educação, já tem.

Orador 3

Eu talvez esteja fica.

Orador 4

1 hora dos pais. Os terem levado a uma livraria olhos terem oferecido o. Livro está aí Miguel, a resposta.

Orador 3

Pelas eh pá, EU continuo a ser daqueles que acredita na magia do papel, eh pá, já tentei ler no Tablet e de certa Eh Pá Odeio eu gosto do papel e gosto de estar ali. A ler o livro é uma experiência diferente.

Orador 1

A livros em papel e reuniões presenciais. Vamos, folclore.

Orador 3

Exatamente exatamente Hoje o quarto meio-dia, agora este autenticidade, a geração quer que as marcas tenham valores e perso. Orador Esse baby.

Orador 3

Cuidado, por isso temos de mostrar os valores por trás da marca. Será ISTO perigoso como os casos tese la barra tipo Twitter, em que os hipnosis também em que as pessoas confundem fizer o líder com a marca, as pessoas confundem geralmente o líder com a marca OKA, mas esta autenticidade é nova. Só a geração Z é que a é que procura.

Orador 4

Se as pessoas confundem líder com a marca, mas. Bem, não sei se a pobre adjetivo confundir, então, mas não é normal que se aconteça, não sei se é bem confundir, mas pronto.

Orador 1

Não estamos a falar dos criadores da própria marca, às vezes é pode ser só um CO que está com uma posição, tem uma posição até diferente da marca, etc. Outra coisa é que não. São os fundadores, não é?

Orador 4

Se pergunta era outra?

Orador 1

Normalmente transpiram os valores desses fundadores, digo eu.

Orador 3

Todos eles aqui dizem que as marcas têm de tentar ser autênticas relativamente aos seus valores, etc. Pá, ISTO é uma coisa dos valores. Também já se fala há muito tempo. Na nossa geração também se falava. ISTO, agora a questão é? ISTO e ISTO é exclusivo da geração Z.

Orador 1

Não acho que essa questão da autenticidade, sobretudo NOS dias de Hoje, acho que é cada vez mais valorizado, não é num mundo altamente competitivo. Como estavas a dizer há pouco e cada vez mais eles procuram precisamente essa experiências autênticas produtos autênticos têm.

Orador 4

Fechar escolas e colarem se ao chão atirarem. É isso é só. Tem necessidade, estamos a falar, é isso?

Orador 3

OK, então a outra coisa, sempre a ser transparente e responsável.

Orador 1

Vais em que número?

Orador 3

Vou no 5, mas agora vamos acelerar. Esta geração está constantemente em busca da verdade, aquela que só se fala nas redes sociais e quando alguma coisa corre mal, valoriza que a empresa admita o erro publicamente, seja transparente e a sua assume a responsabilidade como, por exemplo, no caso da Vodafone. É que é que vocês acham?

Orador 1

Sim, acho que sim. Já Hoje em dia, as empresas já têm no espaço de comunicação de vivemos há pouca margem para se andar. Varrer para debaixo do tapete e deixar que passe bem, que ainda acontece NOS dias de Hoje.

Orador 4

Mas dizer, eu estou com dificuldade em conseguir assimilar que alguma diferença entre o esta geração de agora com.

Orador 1

Sim em termos de. Diferença? Pois se a pergunta era se diferença para a geração Z para essas millennial ao pumas, o que for eu acho não, na verdade.

Orador 3

Exato, não é? É que eu, eu também trouxe este artigo porque muito se fala e como comecei no início, pá, desde a geração Z é muita diferente e tal e pá e começamos a ver aqui estas táticas que os gurus NOS NOS trazem e parece que é tudo. Um bocadinho já. Já uma coisa, não me parece? Que seja só para esta geração, mas vamos, continu. Aqui já, talvez haja aqui uma diferença, utilizar influências do centro da estratégia em vez de tentarmos fazer o papel de influências e persuadir os nossos públicos alvos trazer influências para a nossa rede e deixá-los trabalhar nas suas audiências pelos nossos produtos e serviços.

Orador 1

Isso é o que eles valorizam isso. A valorizam que sejam os inflexão pegar essa prática.

Orador 3

O ouças a partilhar. É utilizar essa tática porque eles valorizam, preferem que sejam as influências a passar-lhes as mensagens relativamente a marcas do que as próprias marcas.

Orador 1

Mas agora vou pegando no que o Fred disse não e ISTO é o que vem NOS livros do marketing mais antigos líderes. Quem é o? Nome exatamente nós estão líderes de opinião e agora tem mais meios de comunicação e chegam mais rapidamente as pessoas, os danos figura pública ou um ator ou.

Orador 3

Mas de Santo. É, então vamos avançar com velocidade, sim, certo é?

Orador 4

Eu vou fazer uma coisa, espera, deixa eu vou lá e talvez esteja NOS poucos pontos onde eu possa. É talvez concordar é é que senta se se que sentamos apenas em uma pequena frase, tem a ver com. Para digital porque esta geração dizer aquilo que tem grande diferença é que foram os primeiros a crescer totalmente. Não era na era online, já não é. Portanto são aqueles são os tex e vi a mo Belfort tem, portanto, os standards dele EOO tempo que eles passam online e superior. Portanto, aí acredito que o conceito de influenciadores online tenha presos uma influência diferente do que para uma geração mais velha, que vê influenciadores como pessoas que escrevem NOS jornais opiniões da televisão. Portanto e se calhar? É é mais diversa talvez.

Orador 3

OK, muito bem, é 7. Convidaram a geração ZA participar no nosso Martin, pedir esta geração nas redes sociais para comentários de nossos produtos e serviços, fazer reviews, etc. É e fazer os participar na criação. Alteração dos produtos está a correr bem no Twitter. É o que que vocês?

Orador 1

Acham isso foi uma afirmação.

Orador 4

Eu vou mandou. Orador Sei Lá.

Orador 3

É eu falo é esse daí, por exemplo, nós vemos o elo mais no Twitter, é perguntar às pessoas o que querem e tal não é. É fazer com que as pessoas participem no processo de decisão da marca relativamente a produtos. EE, essas coisas a eu quero antes de responder a isca para passar para a próxima, pedir a todos para criarem, tirar partido. Plataformas como Tiktok, que incentiva o utilizador a criar conteúdos e fazer desafios a Comunidade para brincarem com a marca o querem como a Nike fez a Adidas? E isso era algo ó.

Orador 4

É aí. Pá, não há quanto tempo é que NOS falam se fazia sem em todas as redes sociais, desde o mirc em que se pede envolvimento com as brincadeiras, faz para descobrir as letras no meio e coisas do género ou então não. Mas no Facebook, antigamente tinha as APIs, então até à PF que tu podias fazer jogos, não?

Orador 3

Sim mas atenção. Atenção, a nós só começamos a ver ISTO. Há coisa de alguns anos quando, por exemplo, a Nike e a acho que não sei se a Nike Ladies. Que pediram literalmente às pessoas para fazerem anúncios que depois iam partilhar os. É uma é diferente, já é? Desaparecer assim tem razão? Sim.

Orador 4

Com elas a aparecer? Sim.

Orador 3

Com elas a aparecerem e darem liberdade criativa total às pessoas para fazerem alguma coisa. Já era já é mais geração z, sim, concordo millennial Z.

Orador 1

Enfim, isso é verdade.

Orador 4

Sim, pelo menos, então os vídeos Virais, aqueles vídeos que a pessoa usou, a mesma música faz a mesma coreografia e não é? Pública, Eu Não tenho experiência, mas o Ricardo já fez.

Orador 1

Alguns vídeos desses, tchau, apaguei todos, entretanto, mas sim, e é também uma colecção bastante, não, mas acho que isso não está. Não, não é geração, pá, não é?

Orador 4

Percebo que ele me dizer?

Orador 1

Ter ter servido para entender a fome.

Orador 3

Isso eu também, eu também começo a achar, agora estamos aqui a debater a dizer.

Orador 1

Sobretudo agora com este realmente tudo até o fim.

Orador 3

Este artigo é um floco. Vão fazer as 2 últimas em conjunto, alavancar conteúdo real. Esta geração que gosta de autenticidade, por isso devemos utilizar fotografias e vídeos pessoas reais, menos mesmo que sejam mais feias, etc. A utilizar os nossos produtos. A zero só que footage, esta geração não não permite a ver aquelas fotografias de banco e imagens de banco e finalmente também não esta. Esta última é que me surpreende mesmo não esquecer os outros canais, apesar da geração z comprar pelo Smartphone, compram 3 vezes mais em lojas de retalho. AE, Eu Acredito que ISTO seja porque tudo que quero e tudo mais no imediato, por isso estamos, temos que estar mesmo em todos os canais e basicamente esta é a última.

Orador 1

Que eles referem, então eu fechando aqui as 11 tático. Eu vou ressalvar aquilo que me ficou a ressonar, não ouvi. Que é a questão da autenticidade, não é? Antes é ser imediato, não é que é que estão disponíveis, é?

Orador 2

O Run.

Orador 3

E pior pessoal para participar, talvez dizes de lá pessoal para participar, né? Na promoção da marca.

Orador 1

Certo é questão dos recursos serem curtos e adaptados. Showman, onde estão a ser veiculados, mas, de resto parece uma geração perfeitamente essas saudável é não vai se, mas igual terá mais. Terá mais importância àquilo que o Fred estava a falar, que é a questão desta geração que que são nativos digitais nasceram já com com dispositivos na mão. EE são a primeira geração a fazê-lo, portanto, acho que mais.

Orador 3

Então porque porque é tanto baza volta desta geração?

Orador 1

Do que isso? Volta, não é?

Orador 3

Exato, já não.

Orador 1

É nada novo, mas teus livros de ver NOS livros e o Fred também se lê. Orador Não é?

Orador 1

Já não é de olha adesivos do Professor Filipe carreira, não é? É geração Millennium a Deus estes quem são estes e Tesco aqui vem exato, são os primeiros a ter 10 dedos NOS pés. Aumento de formados pá, acho que é sempre cíclico, porque esta geração z, claro que há sempre mudanças de comportamento de consumo, sobretudo de geração em geração, mas há as diferenças, vão-se esbatendo e mas força frente.

Orador 4

Não. A questão é que o Miguel fazer pergunta não é embora, se calhar não se estamos a relativizar demais, mas. O Miguel disse que acha especial, bom, eu vejo aqui 2 ou 3 coisas além do que já falámos no que diz respeito ao fato de ser nativos digitais, que é a nossa curiosidade de geração mais velha de perceber como é que alguém que nasce na geração da Internet usa o smartphone, qual é que vai ser o seu comportamento quando chegar ao mercado de trabalho? EE, essa é uma grande curiosidade. Vai ter como essa, acho que é geral depois. É preciso, é eu, no meu caso, eu tenho 38 e a maior parte do painel andará por essas idades, mas do podcast, mas há aqui 11 coisa que nós passamos pelas nossas particularidades em relação àquilo que foi a as guerras e as políticas, etc. Só que Eu Acredito que talvez esta geração Z seja talvez a mais ansiosa e possivelmente aquela que viveu mais. Há mais proximidade com o Tema da depressão, não só pelo facto de o Tema ter ficado pelo Tema pandémico, agora vem o Tema da guerra passou por mais queridos do que nós vamos passar. Era essa a ideia que tem? Tenho e, portanto, também esta curiosidade de perceber como é que, Como É Que É a resiliência, como é que eles vão, qual é que é o pragmatismo que eles vão vão ter neste? Neste futuro de vida, e já para não falar depois. Em coisas que? Estão que se passam que já se falavam. No princípio da nossa geração, desculpa No No princípio e agora, quando nós, mais velhos, com todos com filhos mais ainda que é AA nossa população em Portugal, está a ficar mais velha. Ainda esta semana saiu um estudo sobre isso, não é? O censo de 2021 saiu a informação sobre agora temos 10 ponto, 3000000 de portugueses e esta geração que aí vem. Mais nova certeza que vai continuar a crer ter menos difícil do que nós, que agora NOS preocupamos com isso. Estamos custos de vida e pela casa et cetera, ou seja, o que que ela tem de especial? Perguntou Miguel eu. Acho que é. Esse o contexto todo de perceber como. É que eles vão adaptar-se ao futuro?

Orador 3

Vai kas teremos para ver?

Orador 1

Castrense como pessoa é é olhar.

Orador 3

Mesmo a ver ele.

Orador 4

Os filhos não é o estrito dos 12 anos por Santa geração, sim. Certo aí.

Orador 1

Não é cara exato. Muito bem antes de passarmos ao Tema do Diogo, só relembrar que nós temos um grupo do WhatsApp que podem aderir em W ponto marketing por iotas.pt, onde estamos nós, nós e estão muitos dos nossos ouvintes e onde nós, todas as semanas, além das discussões que vamos tendo sobre marketing, EE desejo de uma comunidade viva dentro deste grupo do WhatsApp para termos também um conteúdo conteúdo exclusivo desta semana. É surpresa, vamos ao Tema do Diogo e isso torna ISTO mais giro, não é? É surpresa Se Eu vou já dizer o que queres, já agora vou vou ao WhatsApp.

Orador 3

É, vocês podem excluir um conteúdo agora ao contido.

Orador 2

Ok.

Orador 3

Que está dentro desta caixa?

Orador 1

É muito bem. Vamos ao Tema do Diogo Diogo, onde é que estás tu?

Orador 3

Alto ainda não disseste, tu não disseste no início com o Diogo Hoje não está em directo, Diogo, deixando um Tema gravado, enquanto eu procuro eu vou fazendo aqui, vou falar dos nossos patrocinadores e tal já está aí o. K boa já.

Orador 1

Tá mas pode pode sentir mais risadas aí, tá?

Orador 3

Vamos embora, que já vamos com já. Vamos com muito tempo, vamos lá essa semana estava.

Orador 5

Lendo um artigo é sobre. É privacidade da Apple não é? Na Apple Store trouxe e ajudou ao crescimento do. Tic TOC para chegar à empresa que o TIC TOC é Hoje e ter os utilizadores que o que o TIC TOC tem. E cria pensaram que um pouco com vocês aqui um pouco eu vou a sua opinião e saber se vocês continuam com a mesma ideia ou não. Dia episódios passados. ISTO também porque o Tiktok atualizou suas previsões, previsões de ganhos de 12000 milhões para este ano para 10000 milhões. OK com tudo ISTO, ainda apresenta um crescimento de 155% em relação ao ano. Passados em que é eles tinham ganhos de 6000 milhões de dólares. OKO Tiktok também parece ser a única plataforma que é. Não deverá ter um o que não terá uma expectativa de baixar os ganhos em relação a à sua venda de publicidade e extra também a plataforma onde a segunda plataforma onde é são investidos mais dólares em termos de. Martin é de influência e ISTO meus amigos, então deu uma que é esta ideia de a há um tempo atrás não se recordam, mas ainda estavam vocês com wif usado, fui é é achincalhado aqui nesse nesse podcast é exatamente é por defender muito que o Tiktok era uma plataforma muito valida para anunciar e recordes e que o que o que o Fred não é Fred já fizesse. Alguma coisa também no Tiktok, mas queria saber se vocês ainda continuam com esta opinião de que o Tiktok continua a ser muito uma questão de crianças, se isso já mudou e se há realmente vêem o Tiktok Hoje como uma plataforma mais do que válida a para a não. Enviar a claro, desde que seja não é eu sei Miguel, desde que tenha 11 retorno ou positivo, deixa-me só adicionar aqui a esta esta questão. O retweet tinha feito um estudo há 1 ano atrás, onde 12, onde perguntou a vários anunciantes a. Se planeavam planear a aliás, se planeavam a anunciar. O Tiktok onde vários anunciantes, 3% deles responderam que sim, que criam bastante anunciar no Tiktok, mas quando fizeram um estudo novamente este ano, 98% dos anunciantes disseram que estão interessados em em em anunciar no Tiktok. E vocês é essa a questão? Estão interessados em anunciar no Tik?

Orador 1

Tok muito bem. Obrigado Diogo Miguel tás interessado. Pedir a palavra do senhor? Tick tock.

Orador 3

Sim, olha, nós já falámos disto várias vezes, como o Diogo disse a eu falo primeiro aquela parte da das big Tex utilizarem se umas às outras para promover o seu crescimento. Acho que é normal Tiktok promover no Facebook e no Instagram LinkedIn whatever acho isso perfeitamente normal, eu acho que o Tiktok vai continuar a crescer porque ainda tem muito para crescer. OK? Vocês conhecem a lei de Moore, aquela da de quintos da capacidade de processamento duplica a cada 18 meses k. Aqui uma lei que se chama lei de Miguel relvas a relativamente às redes sociais e depois vocês se quiserem, podem usar ISTO dos vossos Fred na tua newsletter. Se quiseres podes usar a voz. Obrigado. E esta lei diz mais ou menos ISTO, uma rede social tendencialmente cresce exponencialmente durante 8 anos. OK? Que é O Tempo em que uma geração, como, por exemplo, a geração Z, acha super cool e muita fixe e os mais novos adoram esta esta plataforma e estão super entusiasmados com ela. Mas depois, a partir dos 8 anos, os mais velhos começam. E para lá, ou seja, começam a estragar a plataforma. Começam a aparecer os pais a fazerem postou às filhas a dizer, Eh pá, se ISTO se calhar não é muito bem feito. O que estás a fazer e tal começa a ser uma plataforma mais para famílias e não para os jovens, mais trendy AO que faz com que se torne mais atrativa para os anunciantes, porque os anunciantes depois dizem todos é pá, espera lá ISTO, afinal não é só miúdos ISTO, afinal há aqui pessoal pessoal mais velho e com poder de compra, e é nessa altura torna-se mais atrativa para os anunciantes. Começam a ser mais anúncios e mais posts, anúncios e de marcas. Etc. E nesse momento a plataforma começa a ficar suja com publicidade e com conteúdo que não é bem o conteúdo nativo da plataforma. Por isso é que eu até acho que o Tiktok fez muita pressão para ir para a facção Tiktok. Não façam anúncios já porque eles conhecem a lei de Miguel Real a depois a plataforma começa a ficar com os pais, com os filhos todos à mistura e surge uma oportunidade. Que é AA criação de outra plataforma ou não, a criação de outra plataforma para pessoal mais jovem, porquê? Com os anúncios vem também uma coisa, a necessidade da plataforma em fazer mais dinheiro, não é? É o acaba por ser normal. Então o que acontece ao ritmo orgânico começa a. Abaixar Abaixar Abaixar. Até ao momento em que nós fazemos um post na plataforma e ninguém o vê e nessa altura deixa de ser. Atrativa para aqueles utilizadores nativos da plataforma que só se queriam era divertir. Aconteceu com o Facebook. Aconteceu com Instagram a nível do dos posts normais, o real só não aconteceu com o reels porque dentro do Instagram, porque o TIC TOC apareceu, mas há de chegar lá e então, a partir daqui, Organic começa a baixar. A plataforma torna-se um dinossauro. Eu Não sei quanto tempo é que falta para o Instagram se tornar um dinossauro, eu prevejo segundo a minha lei, que o dinossauro torna-se entre os entre os 8 e os 12 anos. OK. Acredito que se vai tornar um dinossauro e vai aparecer outra coisa qualquer, mesmo dentro da meta. Ou seja, a meta é o Facebook. Parece que literalmente quiseram acabar com ela, não é? Anivaldo do Richard. Únicas páginas tem et cetera o Instagram Madrid pelo mesmo caminho e a metade fazendo outra coisa qualquer no futuro. E para não ser, será que o metaverso ou não AO que eu acho que você não se fala pela anunciar no Tiktok ou não? Eu acho que o Tiktok está a chegar aqui. O site spot, neste momento que é, começa a ter audiências de diferentes de diferentes idades. Ainda existe muito orgânico e as pessoas ainda estão muito interessadas no na plataforma ainda não há um chefe publicidade que NOS faz dizer é para esta porcaria só não. Pois, eu acho que vai começar a tornar mais interessante para anunciar para qualquer tipo, nossa, para qualquer tipo marca, mas para a maioria das marcas NOS próximos NOS próximos 2 anos, ainda vai ser um site muito interessante para anunciar. 23 anos, vai seguir ISTO?

Orador 1

Filme Pai Fred e tu agora.

Orador 4

Oi, vamos começar primeiro pelas pela área dos anúncios. É talvez as pessoas que estão aqui a assistir. A ouvir este podcast, não tenham tido ainda oportunidade de ir até ao seu lindo YouTube e pesquisar em estratégia digital ou acompanhar o meu canal do YouTube. Podem fazê-lo, estão à vontade e já agora, de fora lá subscrevam. Mas eu gravei uma sequência de 6 aulas sobre o Google marketing e a primeira aula é sobre estratégia digital. Eu vou recorrer precisamente esses dados que publiquei. Para explicar aos ouvintes que podem não estar tão formalizados. Quem é que domina OA publicado no digital, o os 2 principais players são o Google e a meta é Google tem 28% do mercado e a meta tem 24% para os 2 juntos, tem 52. Quanto é que vale o Tiktok? Menos de. 1%. Do total agora escapa de 23. No final, o Secretário já passaram a valer, mais precisamente pelo contexto. Miguel acabou estar e que o Diogo também referiu pronto, OK, então não vamos entender para nós estamos aqui. Que eu fiquei tanto tempo, mas como é agora 9000 no bairro, a gente vai ter que ter a verdade e eu pensava que o Diogo gostava muito desse algum. Certo, mas afinal é, é assim o Google? E Tiktok, prática. Vez que já falámos disso horas vezes, e.

Orador 3

E onde ele está lá agora?

Orador 4

Como ele picha.

Orador 3

É onde ele está? Ela está cá? Hoje está a gravar os novos TIC toques dele.

Orador 4

É e Como Eu mais uma vez é porque é assim quem está aqui a ouvir pela primeira vez, terá a oportunidade de ter acessos atualizados em Novembro de 2022 sobre números do Tiktok. Porque não ficou satisfeito esses dados em Agosto? Portanto, vamos voltar eles em Novembro também já é altura de sabermos se há alguma informação nova ou não, então eu vou finalizar com ISTO, não vos quero. Sabe que lhes companhias do podcast comigo aqui ao vivo, mas vamos lá ver, então tick Tock, segundo a ferramenta deles, que é a ferramenta, é manager, portanto, self service diz o sistema que olha lamentamos, mas abaixo dos 18 não podemos dar dados pronto, sim, Senhor, ISTO respeita, mas acima dos 18 posso dar? Então a gente trabalha com isso, sim, Senhor, então 3324000 portugueses que estão no Tiktok pronto desses vamos dividir vocês no final, não se lembrar do número nenhum, mas pode ser que alguma coisa tenha ficado. Acima dos 55 anos, quando as pessoas é que há 202.

Orador 3

Para si mesmo parecia mesmo.

Orador 4

Assim ter sido estava na pausa, foi?

Orador 3

Uma pausa dramática isso.

Orador 1

Ou se ela chutou?

Orador 4

Exato des 45 aos 54 anos, 327000 e dos 35 aos 44, quase 544000 dos 25 aos 34 dos 25 aos 34 916 e depois dos 18 aos 24 que é, digamos assim, a última faixa etária. Que é que a Google desculpa que o Tik?

Orador 1

Falta drama.

Orador 4

Tok a APP. 70 1337000 portanto, qual é que é a faixa etária que tem mais gente é dos 18 aos 24, sendo que só para voltar a reforçar o Tiktok tem invisível, tem visível a possibilidade de clicar dos 3 aos 17. Mas assim que isso acontece, dá bom aviso a dizer, amigo Frederico, não posso mostrar abaixo disso, mas nós temos. Nós temos abaixo dos 3 aos 16, portanto, voltando, disse o Diogo. A mas vocês estão a dizer? Que aquilo é só para crianças, é assim. O Público mais velho. De acordo com o sistema de anúncios. E toque. Não para muito por lá, mas não é propriamente que anda com frequência nesse sentido, amigo Diogo, que irás ouvir depois, a gente gosta muito de TI e gosta que gosta de Tiktok, mas quando tu ouves o TIC TOC tu não vens para estas that UK não, não é isso que lá está. Sim, não está lá, não está lá conteúdo educacional sumindo bom Tens 11 coreografia boa pá diz quiseres uma dança do pokemon se quiseres um. Bocadinho mais para. A esquerda, dança Sei Lá a sério a.

Orador 3

O Alfredo mas.

Orador 4

Série a poucos peixeiros.

Orador 3

Mas quando falamos em Marco, mas quando falamos em marcas anunciarem NOS estão lá 4000000 de portugueses e portuguesas. Ou seja, 3 ou 4.

Orador 4

Já os primeiros 3000300.

Orador 3

Mas então vá, afinal, são 3000000, está 30% da população, está ali população mais jovem ao facto, mas NOS próximos anos essa população também vai envelhecer, ou seja, é algo nas NOS próximos 23 anos. Esta plataforma vai ser vai ser um excelente sítio para anunciar ou não.

Orador 1

Este navio, teoria dos 8 anos.

Orador 4

Vai continuar a fazer coreografias e estás bater?

Orador 3

Não os velhos vão começar a estragar o tick tock. Os seus conteúdos, chatos de palestras e Tó Lica, não, mas.

Orador 4

Eu, eu permiti que agora eu admiti que agora ia e aparece aqui do lado esquerdo. O que é? Orador Não, não, não, não.

Orador 4

Que as pessoas mais estão a falar hora. K anime Dançarina, Pedro Sampaio, amiga Lara Silva. Desculpa ISTO aqui está uma Graça ler.

Orador 3

A mas ouve, mas é, mas não quer dizer que a tua marca não possa aparecer no meio desses desses conteúdos, não é? Põe ainda não tu ainda não percebeste que vai ser de dançar tu ainda não percebeste? Hás de perceber, não é? E o.

Orador 1

Mandar um.

Orador 4

A aqui Carlota Darida também. Orador OK.

Orador 3

Então pronto é Ricardo mete mão nisto vamos avançar então.

Orador 1

Não é a mim se. Acho que só respondendo à questão do do do Diogo, que colocava aqui ao painel a questão de se a plataforma era válida para anunciar AE, creio que a resposta é assim, mas.

Orador 4

Isso é.

Orador 3

Não, mas mas olha, depende, depende do setor ISTO serve.

Orador 4

Já tínhamos falado até a última vez que eu tinha partido, a minha experiência e agora já já depois, entretanto, já fiz uma. Pois é, os custos da publicidade são bastante convidativos, mas não é assim uma diferença tão grande se comparado com o. Instagram e também pode ir.

Orador 3

Então, mas olha, vamos lá, vamos lá ver uma coisa. Se já vimos que a geração Z influencia em 60% à volta disso, algumas das decisões que são tomadas lá em casa, certo? A se e os custos de publicidade são baixos, é pá. Nós não, não estamos a falar em vender consultoria financeira para o Tiktok, mas produtos de retalho, etc. Devia estar lá tudo a anunciar agora em força. Ou não?

Orador 1

Pá sim certo e. Eu Não sei, Eu Não tenho Tiktok, não tanto. Não tenho contato com.

Orador 4

Eu Não saberia dizer, eu só uso para ir ficar lá ali. E não uso, pode frequência não lhe prazer, mas.

Orador 1

Pois é também não uso, portanto é, não estamos Miguel usas.

Orador 4

Não saberia dizer se as marcas estão? Lá em força ou?

Orador 3

Não é pá. Já usei o ano passado, quis juntar-me ó aqui, juntar-me ó ao movimento vá e paz em alguma piada. Inicialmente estava ali algumas coisas novas a. Não posso referir aqui é exato, mas achei alguma piada inicialmente, mas depois é pá. Eu valorizo muito o meu tempo e deixou deixou de fazer sentido estar ali no estar no Tiktok a ver coisas deixa-me fazer.

Orador 4

Flar a dançarina.

Orador 3

Sentido mas percebo o potencial que aquilo tem é porque nem todas as marcas anunciam para tipos de 30 e tal anos, não é? Há marcas que têm de anunciar para tipos de 20 anos e se queres anunciar para a geração dos 20 aos 30 anos, tu tens de estar ali. Parece-me a mim que é um sítio onde tu já tens de estar, até porque os resultados no Instagram já não são o que eram, não é?

Orador 1

Pois exato a esse custo de entrada abaixo que o Fred está a falar muito. Não vamos alongar mais sobre Tiktok o, deixamos esse espaço para Oo Diogo antes de avançarmos para o Fred, só para relembrar que ainda não subscreve o nosso podcast para o fazer. EE, assim que o façam que o são alguns dos episódios que NOS avaliem, porque isso é muito importante para nós. Fred vens falar de um Tema quentíssimo, fresquinho, quente e fresco ao mesmo tempo a. Que, em relação a ao que parece atribulada entre Oo Elon Musk e a Apple.

Orador 3

Mas eu quis dizer e o mundo?

Orador 4

E o. Mundo olha o. Que eu tenho a dizer o seguinte, bom amigo preocupa-se com o bem-estar dos seus companheiros, o camarada Ali Pro Diogo a, mas vê se a saber que o Elon Musk comparsa aqui deste podcast perdeu coitado, 100000 milhões durante este ano 2022 e até eu preciso dia em que vocês estão a ver este podcast? Sim, sim, este dia é muito importante. Segundo a Bloomberg Billionaire Index ou Elon Musk. Continua a ser o homem mais rico do, mas ISTO é relevante. Bom, é só uma curiosidade, mas vejamos o seguinte. A depois de algumas ter cortado, ter cortado 2/3 da força de trabalho. Atenção desta semana é precisamente Elon Musk vs Apple e quando meta a Apple, o barulho queridos ouvintes. O Ricardo Vieira, responsável de marketing Hotéis Turim para aí 2 filhos de um teste lá muito caro, Suíte e especialista em piscinas desde Portugal fora. Orador Aí vamos lá.

Orador 3

E na biografia. Orador Vamos lá foi.

Orador 4

Aí ele já não gosta, não é? Verdade, Ricardo, não, pois vai mexer com.

Orador 1

Pá há limites para tudo.

Orador 4

O novo dono do Twitter won, mas que na segunda-feira declarou guerra contra a Apple e contra o Império Empresarial do iPhone, preparando o palco para uma batalha potencialmente feroz entre o homem mais rico do mundo e a empresa mais valiosa do mundo, a Apple e o seu chefe executivo Tim Cook, Tim Cook. O Jesus ainda me processa, tem a capacidade de influenciar o sucesso potencial do Twitter.

Orador 3

Havia, havia havia uma expressão pior.

Orador 1

Olá mim Olá, vamos seguinte.

Orador 4

Fito está. É mas assim realmente AAO tempo tem, tem aqui a capacidade de influenciar o sucesso potencial do Twitter, uma vez que o fabricante do iPhone é um grande anunciante e controla rigorosamente o software que entra. Na APP store. Ou Elon Musk fez uma série de tweets dizer Oh, desculpa o amigo, mas. Estás-te a passar? O quê e até Oo Team Cook e disse, mas é que ISTO já chegou? ISTO foi tudo que eu li pronto, portanto ela, mas fez aqui uma série de tweets que acusam a Apple de não respeitar a liberdade de expressão e que o gigante da tecnologia. Ameaçou expulsar a aplicação do Twitter do iPhone, mas que começou a atuar como um megafone para os crit. Os que dizem que a empresa detém demasiado poder através da APP store ao chamar a atenção para o papel da Apple como guardiã do ecossistema da APP. O senhor Musk está a apanhar o manto no combate que os criadores travaram ao longo do ano passado contra a Apple e as suas taxas. E a falámos aqui em 2 episódios sobre isso, recordo-me perfeitamente. Então há aqui 3 questões distintas que eu. Acho que merece aqui reflexão do nosso painel dos nossos queridos. Ouvir a primeira é sobre a publicidade da Apple no Twitter. Eu li uma informação de um analista, John Groberg, de um meio de comunicação chamado DARING fireball, que o Apple era o maior denúncia do Twitter, Washington Post colocou as despesas da Apple em 48000000 no primeiro trimestre, o que significa 4% das receitas do tweet. Segunda questão é o controlo, diz.

Orador 3

O Twitter, 48000000. E quanto por cento das receitas do Twitter?

Orador 4

Aquilo que diz é 4. Washington Post e.

Orador 3

4 Skill não, aquilo não dá nada.

Orador 4

Eh pá e por isso é que valeu com. Orador O seu.

Orador 1

Pra TI senhor, sem dúvidas.

Orador 3

É pá aquilo aquilo realmente 11000 trabalhadores.

Orador 4

Agora agora está com 2/3. Segunda questão da altura, sim.

Orador 3

Sim, mas na altura estava com 11. 1000 ainda falam mal do Homem, mas pronto, é questão.

Orador 4

Senhora, desculpa, é o controlo da Apple com sobre a APP store. Portanto, é importante notar que a Apple sempre teve não só o poder, mas muito provavelmente vai expulsar o Twitter da APP store. Aí você tá maluco? Não, não reparem, eu vou, eu vou, vou argumentar com o facto. O precedente aqui já existiu. Já aconteceu. Portanto, o precedente é o tabler. Em 2018, Apple expulsou a aplicação do tablet da Apple store após os revisores lá Malta dos softwares que fazem o controlo ter encontrado material de abuso sexual infantil que não aparecia na base de dados naquilo que é o supostamente o fato do DNA da conhecida regra que existe Na Na Na Ai nas regras de absor chamar. CSAM, não se vou lembrar disso, mas também é relevante, mas Avery zon, que era a proprietária da tabela, acabou por decidir que não tinha meios para detectar material novo e acabou por proibir toda a nudez e pornografia do tablet. O Twitter, entretanto, só para vos relembrar que disse que agora há liberdade de expressão. ISTO agora é tudo a abrir, podem estar tudo o que quiser ou de vista. Tem pornografia já. E para a Apple, ISTO sempre foi uma zona cinzenta e também certamente possível que haja uma com a redução. Do pessoal que o. Pessoal que estava a fazer moderação de conteúdo. ISTO significa que é provável que ISTO seja ampliado. Bom, terceira última questão antes das minhas perguntas finais, que é o facto do Twitter ter de pagar à Apple uma parte das subscrições daquilo que quer fazer, que é o. Twitter Blue só para relembrar. Os nossos ouvintes que não ouviram episódio sobre as taxas e tachinhas da Apple que a Apple fica com 30%. Das receitas, ou seja. Ficaria com 30% das receitas que o Twitter gerasse, coisa que também o alarmante que andou lá twittar a dizer que era uma vergonha. ISTO aquilo e calor. Perguntas para os ilustres colegas deste painel e ouvintes esperanças à vontade no WhatsApp. Que impacto é que vocês acham que a saída da Apple terá na gestão do Twitter e acham ou não provável que o Twitter sai da APP store?

Orador 3

É pá ISTO são perguntas muito acho que são perguntas complexas, OK, eu vou tentar falar um bocadinho sobre o que tu disseste depois no meu no final, dou a resposta a essas 2 perguntas, pronto eu o Elon Musk perdeu 100000 milhões este ano, não quer dizer que tenha saído da conta à ordem dele da caixa geral de depósitos, não é ISTO? Saiu das ações em bolsa a. E ele ter declarado uma guerra. A Apple é assim, é pá, Eu Eu Não sei se ele declarou uma guerra a Apple a ouve-se Apple. Também declara uma guerra a todas as outras pessoas, OK, eu falo mal do elas, mas ser um ditador e tal. Mas como tu disseste e bem há há há outros ditadores tu por acaso não disseste ISTO, mas há outros ditadores piores. Eu acho que Apple também é um deles. Eles controlam quem aparece Na Na absor tem ali formas de isso é uma, isso é um bullying autêntico que eles fazem sobre. As aplicações porque? Se não sei quanto por cento do mercado de smartphone são são iPhones, não é? E eles controlam quem é que aparece ou não na APP? Store é pá. ISTO começa a ser, é aqui uma guerra pronto. Eles, obviamente, aquilo é uma rede privada, podem fazer aquilo que quiserem, mas eles então não venham falar assim tão mal do do Elen Musk. Que porque a Apple também não está isenta no meio? Tudo não é. Há já foram jogos que saíram da da Apple, do Mundo, Apple e da absor, porque por causa da questão das comissões, é pá aquilo por acaso também acho que é eu acho que é completamente imoral AAA Apple. Já as aplicações fazem ou as empresas de software fazem aplicações para e serviços para a Apple e depois eles ainda querem uma fatia de 30% de tudo o que é vendido dentro de uma APP é pá, eu acho eu acho que ISTO é é muita mau, acho que é é demasiado, é demasiado caro. É uma percentagem demasiado alta, até porque eles depois não permitem que existam outras absorves para a Apple. Isso já foi resolvido ou não? Neste momento não existe, pois não? Ricardo, não, não. Ou seja, eles têm o monopólio das aplicações que podem ir para aquele dispositivo. Querem 30% das receitas que são feitas dentro dessas aplicações. É pá, eu acho que é brutal. Eu Não, não sei, eles estão ali.

Orador 4

Isso é habitual disputa da da fortnight, se bem que.

Orador 3

Exatamente exatamente EE outra que passou aqui um bocadinho ao lado que foi a do Facebook, porque as pessoas faziam publicidade, utiliza-se o utilizas Oo teu iPhone para gerir a tua conta do Facebook. Regras do botão promover anúncio fazes essa compra dentro da do IGF? Não, não é? Ou seja, e Apple também quis ir buscar 30% da do valor de publicidade do Facebook. É pá, acham ISTO bem, eu pessoalmente não acho não acho. Que isso seja.

Orador 1

Tendi este, eu estava aqui a tentar recordar, mas tu lembro de uma discussão acesa que que foi com com quem é que poderá ter sido? Com o Diogo. Mas foi uma coisa em que acho que tu fizeste bastante finca-pé dizer, então, mas a empresa é deles, eles depois ele. Não foi?

Orador 4

Osis sei.

Orador 3

Não, não, não, não, não, eu o que eu estava a divertir, eu a minha opinião relativamente a ISTO sempre foi, é pá.

Orador 2

OK. Orador Já não foi?

Orador 3

Não quer dizer que seja parecida com a do Alan mass, mas eu acho que é assim. São redes privadas ao fim ao cabo, mas é pá. O conteúdo devia ser LIVRE e acho que na Apple existe aqui 11 pressão enorme sobre os produtores de aplicações para o iPhone que se se juntassem todos e dissessem, então nós não produzimos mais nada para este dispositivo. Eu queria ver a Apple a tentar correr atrás de do prejuízo, a tentar trazer pessoas para a plataforma. OKA.

Orador 1

Há um. Fixe o rapper português cerne daquilo que diz quem precisa mais de quem?

Orador 3

OK exato EE são os 2 mundos.

Orador 1

Porque precisa mais de quem? Não é porque criou um ecossistema enorme. Nós falámos disto, é termos discussões parecidas disto não é? Os ecossistemas e de dominância das tecnológicas sobre sobre este e falamos da Govern ncia destes sistemas grandes e a pressão que que que os Estados, a União Europeia e os Estados Unidos têm feito precisamente sobre ISTO, não é? Sobre estes monopólios deste gigantescas tecnológicas que dominam tudo e que não tem qualquer controle, não é? EE setor é um exemplo.

Orador 4

Sem saber.

Orador 3

Eu acho que é um abuso de posição dominante, ou seja, eles literalmente vergam as aplicações. É pá. ISTO são suficientemente grande. Mas para poderem não lá estar a saem de lá, as outras têm de submeter porque, por exemplo, no caso da tambour. AOK vi lá questões, pornografia, etc. Obviamente não é aquilo que a Apple quer na também nas nas suas redes, mas é pá, podiam ter ter ter adoptado uma posição mais de parceria com a tambor OK? Vamos ajudar, vamos criar aqui algum alguma forma de Apple vos ajudar a que ISTO não aconteça, por exemplo, não é, digo eu. Não é coisas já instaladas no próprio smartphone, no próprio smartphone, no próprio iPhone, que é PA tentar encontrar aqui 11 posição de parceria com as marcas para ajudar a resolver os problemas para poderem estar na absor não é literalmente dizer, é pá, Vocês não podem estar aqui, não é? E fazer aquilo.

Orador 1

Vi mas acredito que por trás disto haja muita negociação, muita conversação. Não é? Não é do dia, chego lá, carrega no. Ela diz.

Orador 3

Sim, no caso do do Twitter, é assim, se ISTO vai ter impacto no Twitter, eu penso que obviamente há de ter impacto, porque o Twitter neste momento está numa está numa posição fragilizada, não é? Entrou um grande acionista. As coisas estão a mudar, apesar de eu acho que a Telenovela ate começar a acalmar daqui a uns tempos, mas o Twitter precisa de utilizadores, não é? E neste momento, parece que estou a tentar sabotar o homem só PA, só porque é ele, não é? Agora, se o público-alvo do Twitter a compra iPhones é uma boa questão, não sei se este é o tipo de Público. Alvo que anda sempre com um iPhone na mão, digo eu à excepção dos políticos, o resto do pessoal, eh pá, não sei, mas há de ter impacto e a ter um impacto, certamente porque um dos, um dos, um dos telemóveis mais populares do mundo deixa de poder ter. Twitter é brutal, não é? Eu acho.

Orador 1

E, por isso é que ia pôr essa questão. Fred, tu, respondendo a tuas próprias questões, tu acreditas que ISTO? Qual é o grau de probabilidade que isso? Pode pode ter o Twitter de facto de ser banido da da APP store, ainda que temporariamente ou definitivamente a aeronave ou AE, qual é que achas que é o caminho que ISTO vai levar estes pique que tem aqui também pode ter aqui outras motivações por trás. A questão da direita e depois Toda A Gente conhece um colóquio, os direitos de venda. Apesar da Apple se tentar manter sempre um bocado a. AA alheada destas questões políticas EAE, etc. E tu acreditas mesmo que ISTO pode descambar para para a saída do Twitter APP store da da Apple?

Orador 4

Gostei muito da forma como tu a passaste A Bola para mim, sendo sendo dar a tua opinião e estamos a aparecer mais do que um podcast.

Orador 1

Não, eu dou-me eu cozinha, pois estava gostava mesmo.

Orador 4

Então, tens de Tens um minuto e depois eu um minuto já chega, está bem? E eu acho que o melhor contexto nós temos só os dados, não é? Os dados mostram que o Twitter perdeu 100 anunciantes a se 50 deles representam 2000 milhões num ano. Portanto, o que é que acontece é muito dinheiro para quem acabou de entrar e fez uma previsão de receitas. EE, portanto, eu compreendo que o uma das coisas que alguém queira fazer era criar sistemas para não estar tão dependente do Twitter e uma delas foi o Twitter Bloop. Que vale o que vale pronto que é a tal. Verificação de contas, mas acho. Que é por aí, o caminho tem que ser exatamente por aí criar modelos. Descrição, esse e outros que, entretanto estão a surgir outros canais tem uma grande. Também lançou uma versão em que a pessoa pode ter funções adicionais dentro da ferramenta. O WhatsApp também vão, vão lançar isso, portanto, acho que é por aí. Não subscrição eventualmente para para quem tem empresas com funções especiais. Nada, não é nada. Não existe, não existiam Twitter e acho que é para lá que ele vai avançar. Em relação à. Segunda, eu honestamente, eu acho que sim, que eu acho que a aplicação vai sair de absor nem, que seja por uma questão temporária e o motivo tem precisa. A ver com um argumento que eu falei na no. Texto que é eu?

Orador 1

Estão os conteúdos?

Orador 4

Corrupção do pessoal a dificuldade em avaliar a moderação de conteúdos acaba por cair e pode mask é tudo muito aberto para quem é o diretor aqui da porta a, neste caso o mordomo cabo e fecha a porta e é capaz de eu gostar tanto e se calhar veda e portanto cela e diz a se resolve internamente até que. Eu posso abrir portas ao Público? Orador Já disse.

Orador 3

Eu tenho uma dúvida, como também não também não tenho Apple. Uma pessoa pode abrir um site pornográfico No No browser da do no Safari pode ou não pode?

Orador 1

Responde lá, o que é que achas?

Orador 3

Eu dou-te, não sei neste momento já?

Orador 1

O meu amigo falta de fazer isso.

Orador 3

Não estás a? Ver neste momento, já não tenho a certeza, não é?

Orador 1

Parta se ver isso.

Orador 3

Ou seja, eles são donos e eles eles, eles próprios, aplicam um filtro, aquilo que tu podes fazer com o teu telemóvel.

Orador 1

Não, mas. Tu estás a tentar levar para um coiso, mas aí é. Atenção porque a Apple, certo? A os filtros NOS browsers para conteúdo restrito, não é esperto FIA o tipo de conteúdos pronto e tu podes habilitar esses.

Orador 3

Não, mas.

Orador 1

Eu, por acaso Eu Não uso o safari uso comum, portanto, não sei o que é que tem, mas o Chrome tem isso, não é? O pronto tem pronto tem a questão da pesquisa segura da Google em que tu podes?

Orador 3

Então p qual é que é a diferença entre o Chrome e Twitter? O crom? Uma aplicação desculpa ou ou cromada é uma aplicação que dá-te acesso a conteúdos que estão na net e tu podes escolher os conteúdos que vês, etc. O Twitter data acesso a conteúdos criados por outras por outras pessoas, qual é que é a cena? Tipo? Não é porque eles têm é pá, eu eu tenho, eu tenho dificuldades em acreditar que ISTO é tudo. Uma coisa é pá que não, que é completamente isento e que não é porque é um alemas, mas parece-me que há uma perseguição literal ao homem, não é tipo, então o Twitter? Orador É isso.

Orador 1

É isso que ele vem questionar, não é? Quer dizer, então? Mas porque é que deixaram de anunciar o que é que aconteceu? O que é que aconteceu na Plataforma para deixarem de anunciar assim de 1 dia para o outro?

Orador 3

E eles dizerem, agora vamos tirar o Twitter da vão tirar o Twitter da plataforma com base em quê? Em base de haver alguns conteúdos que não são moderados e pá houve então então tirem o Chrome. Chrome dá acesso a conteúdos não não moderados, também não é?

Orador 1

E olha dá essa dica vale mas que pode ser. Que ele te ouça. E que depois eu faço o mesmo?

Orador 3

Não sei, mas o que é que tu achas disso? O que é que tu achas disto, Ricardo? Este argumento é válido ou não é?

Orador 1

Eu acho assim, eu acho que sinceramente não. Não tinha lógica nenhuma de remover. No Twitter do do TAP store, agora que a Apple tem o poder para o fazer, não é? EE que isso pode ser uma forma de tentar, Sei Lá, é mostrar a sua força perante um élan Musk completamente desvairado. Pá, não, não duvido que o que o pudessem fazer, até porque qual é a receita que Apple gera com o Twitter? Há pessoas a comprar telefones iPhones para ter o Twitter. Não há aqui nenhuma fonte de receita, portanto, perder o Twitter está APP store, que ia ter uma manada de pessoas a sair do iPhones e a Twitter.

Orador 5

Então Hoje.

Orador 3

E nós não falamos do Time clock da mesma forma, porquê não é? Eles, se calhar fazem ainda pior que o élan Musk Oil mask diz, é pá, podem vir todos e ele está. A dizer não, agora?

Orador 1

Não, certo? O Fred falou da questão da das comissões impostas na APP Store sobre todas as Fontes de rendimento que passam por aquela. Loja, que já muitos anos há muitos anunciantes, muitos programadores e desenvolvedores de aplicação, falam sobre isso há muito tempo, mas sem aquela pronto. Foi o Fortnite com o da da. Como é que chamas da Epic ames que que teve mais visibilidade, mas de facto é uma coisa do tipo, olha pronto, é aquilo que é, se quiseres ir contra, tens que sair fora, portanto ele está ou ela não está aqui a pegar neste neste tipo de argumentos para tentar pressionar a Apple a mudar algo das suas políticas podem sair ao contrário e serem eles a sair da da. Se for bom, não sei o que é que pode acontecer, acho que acho que ainda vai durar algumas semanas, até conseguimos perceber se ISTO de facto vai acontecer, mas a pegar podia ser por essa via do dos conteúdos, se bem que seria nota 10, como o Miguel diz e bem, porque então aí teríamos que ir muito mais a fundo no tipo de aplicações que estão disponíveis na APP store e que dão acesso a esse tipo de conteúdos, até porque as pessoas, pois lá está, podiam continuar a aceder ao Twitter, no browser e ver esses conteúdos pornográficos no Twitter, uma mulher limpar que isso vai ter? Bom, vamos passar o próximo momento que Hoje. Agora sim as rapidinhas notícias de marketing digital em Portugal no mundo e quiçá também no universo ou o Microsoft Bing para estar a testar anúncios animados na interface de pesquisa de imagens do Bing usando os parecem ser uma espécie de banner interativo com base na sua consulta. A partir de Hoje, qualquer pessoa que pretenda alterar a sua data de Nascimento, alterando de menores para maiores de 18 anos, terá de comprovar a sua idade real, fornecendo uma identificação, uma fotografia. Vídeo que utilizar a tecnologia de estimativa deidade e estamos a falar precisamente do Instagram. Os utilizadores do Reino Unido ou na União Europeia têm a partir de agora novas ferramentas de verificação da idade na plataforma, como parte uma importante atualização de segurança para proteger as crianças, o 5 C já representa 15% do tráfego móvel de dados do mercado português, segundo a anacom, a instalação de estações de base 5G já atingiu 88% dos concelhos do país, embora apenas 3939 por cento das freguesias o bloco sai. A referência na área de empréstimos de criptomoedas requereu mais um a proteção de falência do Capítulo 11, na segunda-feira. É o último nome ao cair após a implosão da troca criptográfica heft troca Exchange e Corretora Cripto F ex a congelou as as os levantamentos de clientes no início de Novembro, dizendo que tinha uma exposição muito grande ao STF. O Google já testa o novo nome do site e a alteração do design phaidon, que lançaram apenas algumas semanas os resultados de. Top isso traz o favicon e o nome do site para os resultados de pesquisa no ambiente de trabalho, tal como o Google fez para os resultados, precisam no telemóvel e estas foram as breves e rapidinhas notícias da semana.

Orador 3

Semana olha, eu gostava de comentar rapidamente aquela do de medir a idade de maiores de 18 anos. Acho que está Eu Não ISTO passou completamente ao lado, não fazia ideia. Eu tenho aqui outra sugestão que é pedir-lhes para ler um texto, 3 ou 4 páginas até ao final e responder a perguntas, porque, aparentemente, segundo o que nós sabemos sobre a geração? Z ninguém vai conseguir ler o texto 3 ou 4 páginas e responder às perguntas no. Final é só. ISTO, mas não sabia que iam lançar um algoritmo para isso. Algo que já.

Orador 1

Lançaram? Não é? Sim, sim, inclusivamente com com verificação de fotos romper vídeos.

Orador 3

É verdade ter cara ter cara de miúdo, já não vai ser uma vantagem.

Orador 1

Pois vai ser uma total desvantagem, muito bem. Vamos a ferramenta da semana. Esta semana é uma ferramenta trazida pelo Miguel, que é a Weezer notify, que podem a ser ela em weezernotify.com o que é que ela faz? É Diogo Diogo Ai.

Orador 3

Como costuma ser ela? Basicamente nós já todos vimos quando entramos, às vezes num site e vemos aquelas pequenas notificações que aparecem assim no canto inferior direito ou esquerdo, em que dizem, esta pessoa acabou de se registar, aquela pessoa acabou de comprar este produto, ISTO é parecido, mas permite vos criar em mais conteúdos a para essas pequenas notificações onde mostram produtos com. Links diretos de comprar agora podem mostrar pequenas reviews de utilizador. Por tem aqui uma data diferente de conteúdos que vocês podem ver No No site e parece-me bastante interessante. ISTO integra com o Word PRESS com o Commercy, Shopify, Wix, etc. E é pá. Ias eles dizem, a promessa deles é que ISTO aumenta mesmo bastante a conversão a nas lojas, por exemplo, Eu Estou Aqui a ver na minha, na minha neste site. Agora recebi uma notifica. Fazer 269 marca Tires inscreveram-se nas últimas 24 horas e depois, se o feixe passar um bocadinho, aparece me aqui outra com com outro tipo de informação relevante que me pareceu, pareceu-me interessante uma forma diferente de fazer ISTO, pelo que eu percebi, até dá para meter notificações do YouTube do do Twitter. Parece-me interessante.

Orador 1

Muito bem wazer no. Foi.com bom, já não NOS resta mais tempo a que estamos a chegar ao final chegamos ao final. Quer deixar algum comentário? Não.

Orador 4

Apenas que as pessoas comentem possível com.

Orador 5

Aí é isso?

Orador 1

Se puderem se poderem perder 30 segundos da vossa vida a comentarem estas notícias e os temas que falámos aqui Hoje já sabem, temos o nosso grupo do WhatsApp W ponto marketingpiratas.pt. Se ainda não aderiram, subscrevam e avalie NOS no Google podcast a podcast onde quiserem. E não menos importante por último, nosso website marketing por idiotas.pt Nós, Miguel fica atento, voltamos a ver como sempre na próxima semana, por isso o próximo episódio, porque nós também não.

Orador 3

Não não zz.
podcast marketing portugal

Os Idiotas

frederico carvalho podcast marketing por idiotas

Frederico Carvalho

Formador e consultor de marketing digital

Miguel Vieira podcast marketing por idiotas

Miguel Rão Vieira

CEO @ pkina.com / funis.pt

Diogo Abrantes da Silva freelancer SEO, SEA, CRO e Web Analytics

Diogo Abrantes da Silva

Freelancer SEO, SEA, CRO e Web Analytics

Escreva pelo menos 1 caractere
logo podcast marketing por idiotas
Fale connosco:
WhatsApp Podcast Marketing por Idiotas
spotify Podcast Marketing por Idiotas